23/10/2015

Novidades outubro 2015 I

Domingos de Agosto - Modiano, Patrick

Eu ainda não era um fantasma, como nesta noite. Dizia para comigo que íamos esquecer  tudo e recomeçar tudo do zero nesta cidade desconhecida. Recomeçar do zero - era a frase que eu repetia para mim próprio enquanto caminhava pela Rua Gounod com um passo cada vez mais apressado.
"Em frente", disse-me um transeunte a quem perguntei o caminho para a estação. Em frente. Eu tinha confiança no futuro. Estas ruas eram novas para mim. Não tinha qualquer importância se eu me guiasse um pouco ao acaso.
O comboio de Sylvia só chegaria à estação de Nice às dez e meia da noite.
Enviar um comentário