16/11/2011


A 16 de Novembro de 1922, nasceu José Saramago, na aldeia de Azinhaga, concelho de Golegã (Ribatejo). 
Começou a sua atividade literária já na idade adulta, mas só com o romance Memorial do Convento, que conta a história da construção do Convento de Mafra (Palácio Nacional de Mafra), atinge alguma notoriedade. A partir da publicação deste romance, as suas obras tornam-se referências da literatura universal.
Foi um crítico da sociedade e participante ativo da construção da democracia portuguesa.
As suas atividades culturais e literárias marcaram, sem dúvida, o século XX.
Ganhou o mais alto galardão internacional, Prémio Nobel da Literatura,  atribuído a um escritor de língua portuguesa.


Partilhamos algumas frases que evidenciam a sua postura:


Eu não escrevo para agradar, eu escrevo para desassossegar.


Nem a arte nem a literatura têm de nos dar lições de moral. Somos nós que temos de nos salvar, e isso só é possível com uma postura de cidadania ética, ainda que isto possa soar antigo e anacrónico.


Nada é para sempre, dizemos, mas há momentos que parecem ficar suspensos, pairando sobre o fluir inexorável do tempo.

Enviar um comentário