13/01/2016

Janeiro Novidades


E SE AMANHÃ O MEDO   Ondjaki
Editorial Caminho
2015

Excerto
Quando retornou das abstinências do hipnotismo, encontrava-se já à mesa, tonta mas com uma sensação de aconchego no peito. Era, no fundo, o que trazia todas as pessoas àquele local: a magia de renovar o órgão primeiro, o bombeador de sensações, a casa mais íntima de um ser humano.
— Não fale. Poupe as forças — disse o velho.
Quando, no fim da refeição, voltou a fazer um chá, começou:
— Leve isto consigo — entregou-lhe um pequeno aglomerado de folhas, escrito à mão num cuidadoso latim. — Vai servir-lhe para ser feliz!
— E o que é? — a mulher, sensível, curiosa.
— Todos os meus apontamentos sobre a sensibilidade dos porcos. O que é dizer: você é a primeira pessoa a levar um coração com o respectivo manual de felicidade.


Enviar um comentário