19/02/2014

NOVIDADES DE FEVEREIRO XII

- O Regresso dos Mortos de Sono” – Rick Kirkman & Jerry Scott
“ Agora que o Darryl e a Wanda estão de novo «grávidos», estes pais babados vão buscar de novo ao sótão as roupas de recém-nascido, preparam a Zoe para ter um irmãozinho e estão a tentar lidar com tudo isto!
Neste novo livro, os MacPherson produzem mais uma vez grandes pérolas de humor doméstico. Divididos entre as solicitações do emprego, casa e de um bebé a caminho, os exaustos Darryl e Wanda enfrentam agora a nova ameaça da Zoe a caminhar pelo seu próprio pé. Ela foge, ela palra, ela anda obcecada com a banda do macaco que assobia!
Tal como os milhões de pais que se tornaram fãs incondicionais destas tiras viciantes, os MacPherson descobriram que a paternidade é, em igual medida, gratificante e frustrante. Desde perderem, por acidente, a Zoe no centro comercial até escutarem os vizinhos no aparelho de vigilância da bebé, Wanda e Darryl trazem uma fatia de perspetiva real e refrescante à vida familiar.”

- “ O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel” – Mário de Carvalho
“ Um canhão assombrando uma cidade. Um patíbulo armado de noite. Um istmo que conduz a uma cratera. Uma diligência cercada por cães selvagens. Nuvens de grifos imundos sobre o mar. A batalha sangrenta dos pescadores. Uma galeria de anarquistas, mais nobres que plebeus. A casa de Madame Ricciarda. A casa de Madame Musette. Dois jesuítas. Um padre que toca violoncelo. Um navio que não chega mais. Uma opereta com ecos de tragédia. Sol, luz, névoa e lua. Oito mulheres, amores duplos, triplos e quádruplos. De como a vida engana a morte. Ou o inverso. Porque há em gente pacata uma apetência de morte tão grande? Porque é que nunca se regressa daquela viagem? Porque é que aquele navio não chega? Porque é que aquele canhão jamais dispara? Este livro confirma o autor, uma vez mais, como um dos grandes nomes da ficção portuguesa contemporânea.”

- “ Saber Envelhecer” – John C. Robinson

“ A população ocidental atualmente com mais de 65 anos viverá mais tempo do que  qualquer outra geração na História. Pelo menos mais quinze anos do que os seus pais! Esta perspetiva está a criar uma nova etapa na vida humana. Mas, para que servirá esta extraordinária longevidade? Para envelhecer e morrer? Este livro revela-nos que a etapa final da vida nos oferece um novo e incrível processo evolutivo: uma iniciação a uma nova fase da vida, a transformação do eu e da consciência e a descoberta de um novo mundo à nossa frente.”
Enviar um comentário