28/01/2014

NOVIDADES DE JANEIRO XIII

-“ A Bicicleta que tinha bigodes” – Ondjaki
“ Sonhei com a bicicleta bem colorida.
Os da minha rua brincavam com ela, o Camarada Mudo ria muito, a AvóDezanove dizia para termos cuidado para não sermos atropelados por nenhum carro e para não atropelarmos mais nenhum bicho. A bicicleta do meu sonho era bem grande e zunia muito. Amarela nas rodas, o quadro e o volante eram vermelhos e os para-lamas assim pretos, só que à frente, um pouco abaixo da zona do volante, ninguém ainda tinha visto … a bicicleta tinha uns bigodes iguais aos do tio Rui …”

- “ A Feira dos Assombrados” – José Eduardo Agualusa
“ Tudo começa com a descoberta de um misterioso cadáver: «O primeiro corpo que o rio trouxe ainda nos pareceu humano. Tinha as partes todas de que somos compostos, a pele lisa e sem escamas, como a nossa, e os enormes olhos abertos guardavam até um resto de luz e de calor.”


- “ CARLOS SCLIAR” – Fundação Arpad Szenes- Vieira da Silva
“ A pintura de Scliar nada tem em comum com as obras do casal Szenes/Vieira da Silva, a não ser a defesa da liberdade. Esta preocupação está bem patente nas obras dos três artistas.”
“ A pintura de Carlos Scliar é de um notável equilíbrio de composição e cor e as colagens que insere em muitas das suas pinturas, nada têm a ver com as colagens cubistas. Mas antes, são elementos que ajudam a fazer uma leitura correta da sua obra.
A sua atividade no campo artístico estende-se à ilustração, à obra gráfica, ao desenho, à pintura e aos grandes painéis. A sua procura constante de novos caminhos sempre coroada de êxito, fizeram de Carlos Scliar um dos artistas mais notáveis da segunda metade do século XX.” – José Sommer Ribeiro

- “ A Avó e a Escola” – Odete Praça
“ Que importância podem ter os avós na educação das crianças? Um conhecido provérbio, de autor desconhecido, responde-nos:
«Diz-me e eu esquecerei;
Ensina-me e eu lembrar-me-ei;
Envolve-me e eu aprenderei.»

- “ Que efeitos tem o TABACO no corpo & mente de Kate?” – Janine Amos
“ Kate é uma rapariga que, com apenas treze anos, já é viciada em tabaco. Com a ajuda da família e dos amigos, ela consegue deixar de fumar, embora isso se revele ser mais difícil do que ela pensava.

Quais teriam sido as consequências se Kate não tivesse deixado de fumar? Será que a doença do seu avô contribuiu para a sua decisão?”
Enviar um comentário