13/01/2014

JANEIRO - NOVOS LIVROS IV

- “ O Império dos Homens Bons” – Tiago Rebelo
“ Em 1847, na pequena vila de Inhambane, um punhado de famílias esquecidas pela coroa portuguesa luta heroicamente para impor uma nova civilização em território africano.
Acabado de se ordenar em Lisboa, o jovem padre Joaquim Santa Rita Montanha é enviado para Moçambique com a sagrada missão de prestar apoio espiritual aos europeus e evangelizar os indígenas.
O seu sonho de realizar uma obra que fique para a história depara-se com dificuldades que parecem insuperáveis. Mas, apesar de todos os obstáculos, o padre Montanha nunca desiste dos seus objetivos ambiciosos e, em breve, torna-se o pilar desta pequena sociedade branca rodeada por milhares de guerreiros de tribos hostis.
Personagem complexa, o padre Montanha é um fervoroso homem de Deus que goza de invulgar prestígio mas não abdica de uma paixão arrebatada pela escrava Leonor, com quem vive um amor proibido.”

- “ O Tempo dos Amores Perfeitos” – Tiago Rebelo
“ Neste livro o autor conta-nos as aventuras de um oficial português em Angola, nos finais do século XIX, nos conturbados anos que se seguiram ao Ultimatum britânico. Num universo de ficção e veracidade histórica acompanhamos a história de amor de um jovem tenente, um antepassado do próprio escritor, que é destacado para algumas operações mais difíceis no interior de Angola, e Leonor, filha do governador. Intensamente apaixonados, veem a sua relação amorosa comprometida por conflitos de interesses entre as duas famílias.”

- “ A Mãe Terra” – Jean M. Auel
“ Ayla viaja pelo mundo demonstrando curiosidade, perspicácia e, acima de tudo, coragem a toda a prova. A sua história, que atravessa o continente europeu, revela-nos os usos e os costumes, as paixões e as experiências dos nossos antepassados.”
“ Uma das mais populares sagas sobre a Europa Pré-Histórica. Um extraordinário fenómeno literário que combina o rigor científico com uma imaginação prodigiosa.”

- “ As Cores da Amizade” – Lisa Verge Higgins
“ Rachel Braun sempre foi uma inspiração para as amigas, aquela que vivia a vida ao máximo. Antes de morrer, escreve uma carta escreve uma carta para cada uma das três melhores amigas desafiando-as a enfrentarem os seus maiores medos.”
“ Ainda mal acreditando no desaparecimento da amiga, as três mulheres percebem que o legado de Rachel vai permanecer nas suas vidas e que ela jamais morrerá nos seus corações.”

“ Há pessoas que vivem para sempre no nosso coração.”
Enviar um comentário