08/03/2010

A MULHER AFRICANA

Desde há longos anos que a mulher africana tem sabido enfrentar com amor e coragem uma luta gigantesca provocada por diversos motivos. Lutou contra a opressão colonial, contra a fome, a miséria, teve que se deslocar de uma terra para outra à procura de sobrevivência e por causa das guerras civis em muitos dos países Africanos.

As Mulheres Africanas têm lutado incansavelmente para conseguir modificar os errados conceitos da sociedade em relação aos direitos das mulheres. Têm demonstrado uma coragem impressionante e apesar das imensas dificuldades que lhes têm sido apresentadas não perderam a alegria e demonstram uma força inquebrantável para conseguirem alcançar o seu objectivo principal: direitos iguais e uma sociedade mais justa.

Apesar dos passos dados resta ainda um longo caminho a percorrer. É grande o número de mulheres vítimas de conceitos condenáveis (excisão – mutilação genital feminina – violação, apedrejamento, tráfico de mulheres, lapidação), da exclusão social, da violência familiar e cultural, dos Direitos Humanos fundamentais negados (acesso à instrução, interdição ao direito de voto e de propriedade)... Mas a coragem e a capacidade de resistência das Mulheres lhes darão a esperança de caminhar rumo a um futuro de mais Dignidade, Justiça e Paz.

A luta pela igualdade e pelo desenvolvimento continua, sabendo que até a vitoria final haverá entretanto necessidade de instruir milhões e milhões de mulheres e de crianças, e sobretudo os homens necessitados até progredirem as sociedades actuais.
Enviar um comentário